blog desatualizado por tempo indeterminado; editora sem tempo para postar.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

The Alice Comedies e as Origens da Disney

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
“Tudo começou com um rato”… a atriz Virginia Davis fazia questão de negar essa famosa frase de Walt Disney. Ela tinha orgulho de dizer que a primeira peça na construção do império disneyano foi na verdade a Alice. A do País das Maravilhas? Não, esta aqui:


Mesmo não sendo sua primeira criação, foi com The Alice Comedies, série de filmes mudos e em preto e branco produzida na década de 1920, que Walt começou a montar seu estúdio e aprimorou seu talento para contar histórias. Os filmes misturavam animação e live-action  e apresentavam Alice (interpretada por Virginia Davis), uma garotinha de seis anos que, depois de visitar um estúdio de animação, sonhava que partia num trem rumo à terra dos desenhos animados. Ela tinha a companhia de Julius, um gato animado bem parecido com o Gato Félix. O vilão era ninguém menos que João Bafo-de-Onça, que fazia aqui a sua estreia (veja o vídeo acima).

A história do surgimento de Alice tem início em 1923. O Laugh-O-Gram, pequeno estúdio em Kansas City onde Walt Disney produzia curtas animados, faliu em maio daquele ano. Então Walt decidiu usar os $500 que recebeu ao fazer um filme sobre higiene bucal encomendado por um dentista da cidade para concluir Alice's Wonderland, projeto que tinha ficado pela metade ainda durante a fase do Laugh-O-Gram. Esse curta nunca foi para os cinemas, mas foi exibido para vários distribuidores de desenhos animados, servindo como um piloto.


No meio desse público estava Margaret J. Winkler, que teve muito sucesso distribuindo os desenhos do Gato Félix. Ela gostou do filme e no dia 16 de outubro de 1923 (data considerada o dia do nascimento da Walt Disney Company) fechou contrato com Walt para a produção de seis curtas estrelados por Alice. Walt e seu irmão Roy se mudaram para a Califórnia e mergulharam no trabalho.

Nesses primeiros curtas, não tinha orçamento milionário nem equipe de animadores escolhidos a dedo. Na verdade não tinha equipe nenhuma: eram só os dois Irmãos Disney trabalhando juntos numa garagem. Walt animava tudo sozinho e Roy era quem filmava as sequências em live-action. Pra essas cenas, não tinha ensaio e geralmente era feito um único take porque os caras não tinham película suficiente para refilmar.


O primeiro episódio, chamado Alice's Day At Sea, foi lançado em 1º de março de 1924. No decorrer da série Walt Disney foi conseguindo montar uma pequena equipe, e de lá de Kansas City ele recrutou Ub Iwerks, o animador que mais tarde criaria o Mickey (ou transformaria o coelho Oswald em um rato, depende do ponto de vista). Iwerks chegou bem no momento em que o contrato de distribuição tinha sido extendido e uma nova fornada de curtas ia começar a ser preparada.


Virginia Davis, a primeira Alice, tinha seis anos e também morava em Kansas City quando gravou o primeiro curta. A distribuidora gostou tanto dela que fez Walt convencer os pais da garota a se mudarem para Hollywood, e assim Virginia apareceu nos 13 primeiros episódios. Uns anos depois ela chegou a fazer testes de voz para Branca de Neve e Pinóquio. Em 1998, recebeu o título de Lenda Disney.

Virginia foi substituída porque a mãe dela não parava de importunar Walt exigindo aumentos de salário. Outras três atrizes mirins interpretaram Alice depois dela: Dawn O’Day, que ficou com o papel só por um episódio (esse aí embaixo, em que Walt mostra Alice e Julius tendo que lidar com galinhas grevistas… indireta?); Margie Gay, permanecendo na série de fevereiro de 1925 até dezembro de 1926; e Lois Hardwick, que foi Alice até o último episódio.
Fun fact: Lois foi a primeira esposa do ator Donald Sutherland.


Em certo momento, Margaret Winkler se casou com Charles Mintz, e ele tomou conta do negócio. Mintz foi o responsável por algumas mudanças na série, inclusive a decisão de deixar Julius cada vez mais parecido com o Gato Félix, na época um superastro da animação. Presume-se que foi por isso que Disney nunca mais usou o personagem, tornando-o uma das suas poucas criações que foram totalmente descartadas.

No total, foram lançados 56 episódios de Alice – o último, Alice in the Big League, foi exibido em 22 de agosto de 1927. A essa altura, o público já tinha enjoado da garota, e ela deu lugar ao Coelho Oswald.


Fonte: Animatoons Br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários:

  1. Não tinha conhecimento dessa relíquia! Melhor dizendo, dessas relíquias, não? Vou assistir todas agora mesmo. Que post maravilhoso!

    Seu trabalho de pesquisa é fantástico, parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Post fantástico, muito legal conhecer os primeiros passos dados por esta grande empresa sensacional que é a disney hoje em dia. abraços Bia e eu já estou de volta a blogosfera, como pode perceber, viu? Bjs.

    http://monteolimpoblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir