blog desatualizado por tempo indeterminado; editora sem tempo para postar.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Uma Breve História da Pixar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

A Pixar Animation Studios, não começou fazendo animações. A empresa era um divisão da Lucasfilm, liderada por Edwin E. Catmull. O nome antigo da Pixar era ''Graphics Group''. A empresa criava softwares de computação gráfica, que auxiliava nos efeitos especias da Industrial Light e Magic.
Em 1986, Steve Jobs, comprou a empresa por 10 milhões, sendo o CEO e Catmull o presidente.
A companhia foi rebatizada de Pixar, um pseudo-verbo em espanhol, que significa ''fazer pixels''.



A Pixar agora, fazia hardware, com seu produto primário sendo o computador Pixar Image Computer.            O principal comprador do produto era a Disney, que com a colaboração da Pixar, criou o CAPS, um sistema que permitia colorizar a animação tradicional no computador.
Porém, o computador da Pixar nunca fez sucesso, por isso, John Lasseter passou a produzir curtas animados, para mostrar a eficiência do produto. Mais tarde, comerciais.
Depois, Jobs percebeu que gastava muito com a companhia, e tinha poucos lucros. E em 1991, muitas pessoas já tinham pedido demissão. Foi aí, que ele assinou um contrato com a Disney por 26 milhões, para distribuir três longas animados, o primeiro sendo Toy Story em 1995.

  Toy Story foi o primeiro filme de animação computadorizado da história, sendo bem de bilheterias e ovacionado pela crítica especializada.
Depois do sucesso de Toy Story, a Disney e a Pixar, assinaram um contrato de 10 anos ou 5 filmes, no qual as duas companhias dividiram os lucros. A Disney continuou cuidado da distribuição e merchandising, e a Pixar da produção.
O acordo foi lucrativo, tando para a Disney e a Pixar, já que os filmes do estúdio de John Lasseter, sempre eram bem recebidos pelo público e crítica.
Em 2000, a Walt Disney Animation Studios, entrou em uma má fase, fazendo da Pixar, a principal fonte de renda da Disney.
Contudo, Steve Jobs e o ex-CEO da Disney, Michael Eisner, não se entendiam. Em 2004, as empresas tentaram um novo entendimento. No novo acordo, a Pixar apenas queria pagar para a Disney, uma taxa de distribuição; sem divisão de lucros ou propriedades. Isso era inacetavel para a Disney, mais a Pixar não aceitava nenhum outro acordo. Carros foi programado para ser o último filme da aliança Disney.Pixar



A Pixar saiu em busca de novos distribuidores, em quanto a Disney produzia Toy Stroy 3. Mickey ainda tinha os direitos sobre os filmes antecessores da Pixar, assim, a Disney começou a produzir o terceiro filme de Buzz e Woody, sem o consentimento e envolvimento, de Jobs e Lasseter.
Mas em 2006, as empresas chegaram em um novo acordo: A Disney comprou a Pixar por 7,6 bilhões de dólares  Fazendo de Steve Jobs, o principal acionista individual da Companhia Disney.
O irônico, é que Jobs tinha comprado a Pixar por ''apenas'' 10 milhões! Para vocês perceberem como uma empresa pode passar a valer muito, dentro do mercado.
Na aliança Disney.Pixar, o Mickey ainda recebe menos do quer o ''abaju''. Com certeza, esta aliança ainda tem muita história para contar...









Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário